Memorabilia

2 Posted by - 31/08/2015 - #8, ano 2, natália keri

  • Nesta nova série, Natália escreve a partir de fotografias de amigos. Se antes o desafio estava em escrever o sonoro, ou ao menos aquilo advindo do sonoro (passando, é claro, pelos filtros próprios da autora), desta vez o jogo se dá com a poesia da fotografia, e com os desencontros dos filtros pessoais, ao convidarmos um músico para fazer uma música a partir das mesmas fotografias e ver no que que dá.

    Hoje, a partir da foto de Daniel Puig.
    E com a música improviso sobre carros de Henrique Chiurciu.

     

    Memorabilia, de Natália Keri

    Parado ali na beira da calçada, ele era um convite para cair fora. Uma lembrança de quando bastava cair na estrada para conseguir um vôo de liberdade.

    Hoje a máquina é uma peça de museu: incerta, cinzenta e um pouco irreal.

    Qual era a graça de pegar naquele volante com mãos intrépidas e reencenar aventuras que há muito se tornaram apenas motivo de flashback?

    Ele era um monumento aos sonhos perdidos, às palavras desperdiçadas, aos amores ridículos, à poeira e às bobagens corajosas.

    A melhor decisão seria mesmo deixá-lo ali, na rua, até que a chuva, o sol e o vento o transformassem no fóssil que, enfim, ele realmente é, percorrendo mais uma vez o caminho do homem que o amava, o mantivera e o abandonara.


     de Daniel Puig

    Daniel Puig (foto). soundcloud.com/danielpuig

    Henrique Chiurciu (música)luckysenpai.tumblr.com

    No comments

    Leave a reply

    Full Screen Popup Powered By : XYZScripts.com