*10, 16 de junho

by

  • NAP

    Quando iniciamos a série sobre as cenas para a música experimental no Brasil, propondo entender como estávamos nos organizando capital a capital, muitos desconfiavam que conseguiríamos pessoas para falar de Estados menos (re)conhecidos por sua tradição musical.

    Para nossa surpresa, quando chegamos ao Damián Keller, convidando-o a escrever para a linda*, ele não apenas nos trouxe um texto surpreende sobre o que vem produzindo em Rio Branco, no Acre, como também trouxe a participação de outros quatro colaboradores.

    Assim, e mais uma vez, quando perguntam se há mesmo música experimental no país, é preciso responder que sim! Existimos e somos muitos!

    Enfim, conheça o NAP, o Núcleo Amazônico de Pesquisa Musical, ligado à Universidade Federal do Acre! E, como sempre, desejamos a todos uma agradabilíssima leitura!

     

    NAP: A música ubíqua e as práticas criativas em tecnologia da informação
    Neste texto centramos a discussão em dois aspectos de ubimus surgidos na pesquisa feita no NAP: a criatividade musical cotidiana e o desenvolvimento de metáforas de suporte para a criatividade musical.
    Com a participação de: Damián Keller, Floriano Pinheiro da Silva, Edemilson Ferreira da Silva, Marcos Thadeu de Melo e Flávio Miranda de Farias.

     

    Próximas edições:
    #14, 23 de junho, com os colunistas regulares!
    *11, 30 de junho, com Heather Dea Jeannings!

     

     

    linda!

    Full Screen Popup Powered By : XYZScripts.com